Semana Santa: Padre Pio e a importância da Confissão

Padre Pio no confessionário onde chegava a passar até 18 horas

Olá, amigos e devotos do Padre Pio!

Nesta segunda-feira da Semana Santa vamos conversar sobre o Sacramento da Confissão ou Penitência.

O Sacramento da Confissão é o sacramento da conversão profunda, instituído por Nosso Senhor Jesus Cristo, para perdoar os pecados cometidos depois do Batismo.

Você sabia que Padre Pio também ficou conhecido como o “Apóstolo do Sacramento da Confissão”?

O título não é por acaso. Padre Pio chegava a passar até 16, 18 horas dentro do confessionário. Atendia a centenas de pessoas. Ele estava convencido que por meio deste sacramento conseguia salvar almas.

Vamos descobrir como era a experiência de se confessar com o Padre Pio?

Leia com atenção a história abaixo:

Bondade e Dureza

No confessionário Padre Pio sabe falar de coração a coração. Mostra-se extremamente doce e afável quando encontra sinceridade, arrependimento e firmeza de propósitos. Muitos reconhecem ter experimentado ali, sensivelmente, a delicadeza de Deus, tal como a tinha descrito Jesus na parábola do Filho Pródigo.

Em contrapartida, usa palavras duras com os penitentes superficiais, com os que se mostram reticentes na acusação de alguns pecados, com os falsos e hipócritas, que parecem convencidos de sua perfeição; com os que vão ali não suficientemente preparados, ou por mera formalidade.

– Padre, cometi uns pecadinhos de nada, aquelas faltas rotineiras, sabe…

– Pecadinhos de nada…faltas rotineiras…Que é isto? É assim que você chama o ofender a Deus?

Ou então:

– Aqui é Deus quem absolve os pecados. Se não se sente culpado, ou acha que pode absolver-se a si mesmo, pode ir.

Em situações assim, às vezes parece perder a linha. Não tolera ver alguém brincar com o pecado, que ofende a Deus que ele tanto ama. Simplesmente o enxota, às vezes até aos gritos. Mas o faz sabendo que voltará depois, melhor preparado para absolvição. A mesma regra vale para todos: pessoas cultas, altas personalidades e gente simples.

*   *   *

A Confissão é um momento sério. É um encontro do nosso coração com Deus.

Não podemos ser levianos e ir sem estar de fato preparados.

O que é necessário para fazer uma boa confissão?

Para se fazer uma boa confissão se exigem cinco coisas:

1ª) exame;
2ª) arrependimento;
3ª) propósito;
4ª) confissão;
5ª) satisfação
.  

Se possível, nesta semana, a qual relembramos a morte e a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, procure confessar-se, limpar seu espírito do peso em razão dos pecados cometidos e entregar um coração puro a Deus.

“Embora cientes de nossa dívida para com Deus, não duvidemos de que nossos pecados são perdoados na confissão. Assim como fez o Senhor, coloquemos sobre eles uma pedra sepulcral.”
(São Pio de Pietrelcina)

Fontes: Segundo Catecismo da Doutrina Cristã – Editora Vozes | Padre Pio – O Santo do Terceiro Milênio de Olivo Cesca | Catequisar

*  *  *

Contribua para a disseminação do amor e da devoção a São Pio de Pietrelcina.

Seja um Filho Protegido do Padre Pio e ajude a manter e a expandir as obras de apostolado em honra ao seu nome.

Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter

1 Comentarios

  • Preciso muito me confessar e sempre tive dificuldade em faze lo, mas todas ad mensagens, orientações que tenho lido e acompanhado, tem me ajudado muito. Obrigada irmãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


<< Post Anterior:

Próximo Post: >>