Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
São Pedro de Alcântara

No mês de outubro a Igreja celebra a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, como também o padroeiro do país, São Pedro de Alcântara, cuja memória litúrgica é recordada neste dia 19 de outubro. 

São Pedro, nasceu em 1499, em Alcântara, na Espanha, e desde pequeno cultivou o espírito de oração. Estudou na Universidade de Salamanca, onde descobriu sua vocação e decidiu entrar para a Ordem dos Franciscanos.

São Pedro de Alcântara foi ordenado sacerdote e se tornou exemplo de uma vida dedicada à oração, ao jejum, ao desapego dos bens materiais e ao severo exercício de penitências e mortificações. 

Tornou-se superior de vários conventos, sendo um modelo em completa conformidade com as regras da comunidade. Suas orações levaram à conversão de muitos.

Santa Teresa D’Ávila e seu amigo e confessor São Pedro de Alcântara

Entre seus amigos, encontram-se São Francisco de Borja e Santa Teresa D’Ávila, de quem foi diretor espiritual e apoiou nas reformas da Ordem das Carmelitas.

Santa Teresa D’Ávilla disse que São Pedro de Alcântara apareceu para ela após sua morte e disse:

“Felizes sofrimentos e penitência na terra, que me conseguiram tão grandes recompensas no céu”.

São Pedro de Alcântara e a Corte Portuguesa

São Pedro de Alcântara se tornou muito conhecido por seu exímio dom para a pregação, a qual gerou muitas conversões. Foi então que recebeu o pedido do rei de Portugal, Dom João III, chamado “o Piedoso”, para que fosse seu confessor.

Tornou-se, mais tarde, o santo de devoção da Família Real. Seu nome, Pedro de Alcântara, foi escolhido como nome de batismo dos dois imperadores do Brasil – Dom Pedro I e Dom Pedro II.

São Pedro de Alcântara em profunda oraçã

São Pedro de Alcântara foi um santo extraordinário com um amor único a Deus. Com uma pobreza imensa, alto grau de vida de penitência e com toda essa disciplina, conseguiu converter e abalar a corte de Portugal

São Pedro de Alcântara faleceu em 1562, foi beatificado por Gregório XV em 1622 e, canonizado por Clemente IX, em 1669.

O Padroeiro do Brasil

Foi Dom Pedro I quem solicitou ao Papa que proclamasse São Pedro de Alcântara Padroeiro do Brasil. E, assim foi feito, em 1826, pelo Papa Leão XII.

A declaração de Nossa Senhora Aparecida como nova padroeira do Brasil não anulou o decreto de 1826, sendo assim, o patronato de São Pedro de Alcântara sobre o Brasil segue vigente até hoje.

Seu rigor na vida denuncia a instabilidade deste mundo marcado pela ganância e pela corrupção. Sua profunda ligação com o Mistério condena o materialismo da sociedade atual.

 São Pedro Alcântara, soube converter os políticos portugueses da sua época. Por que não fazer recurso deste Santo para que converta os nossos políticos?

Portanto, na fase difícil da história em que vive nosso país, devemos recorrer a sua intercessão.

Como nós precisamos de um intercessor com esses dons, para que, lá do céu interceda pelo nosso Brasil. Fazendo com que nossos dirigentes, de fato, saibam agir pelo bem comum e não pelo bem próprio.

Precisamos de políticos de bem e não de bens…

Fonte: ACI

****

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se grátis

para receber os melhores conteúdos e orações

Últimos Posts

Para mais informações ligue:

Ligação gratuita
Atendimento: segunda a sexta, das 8:00 às 18:00. A ligação é grátis para todo o Brasil.