“O Padre Pio reza pelas suas intenções e envia sua benção”


O Padre Pio morreu dia 23 de setembro de 1968. 

Um sacerdote muito seu amigo é que nos conta: 

“No dia 25 de outubro seguinte, portanto um mês depois, era a última sexta-feira do mês de outubro, e a primeira reunião do grupo de oração. E indo presidir essa reunião de oração, eu levava comigo um padre do colégio onde eu exercia meu ministério. 

“E eu lhe dizia: “Veja Padre, hoje é dia 25 de outubro e além do mais é meu aniversário. E cada ano no meu aniversário, o Padre Pio me mandava um cartão impresso: “O Padre Pio reza pelas suas intenções e envia sua benção”. 

“Era assinado pelo Padre Superior mas muitas vezes, praticamente sempre, havia uma ou duas linhas de alguma mensagem que ele tinha ditado para mim. 

“E eu dizia a esse padre: “Veja, esse ano eu não vou receber minha cartinha” E o padre me disse: “Oh, não tenha medo, porque ele te acompanha e te acompanhará sempre. Ele te protegerá e te abençoará talvez especialmente”. 

“Quando chegamos à essa capela onde nós íamos para rezar, eis que eu fui abordado por um senhor muito bem vestido, com um forte sotaque italiano, que me disse: “O senhor é o Padre Derobert”? Eu disse que sim. “O Padre Pio antes de morrer me chamou e me pediu para lhe entregar isto”. 

“Um pequeno envelope. “Eu disse: “O que é”? Ele respondeu: “Eu não sei”. “Então eu abri o envelope com muito cuidado e o que havia dentro? 

“Havia um curativo da chaga do coração impregnado de seu sangue. E perfumou tudo de uma maneira extraordinária. 

Essa relíquia eu emprestei a vários doentes, ela curou alguns.”

Clique aqui para ser notificado sempre que tiver post novo


16 Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


<< Post Anterior:

Próximo Post: >>