Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
70Tweet about this on Twitter
Twitter

O meu primeiro encontro com o Santo Padre Pio

Um visitante que foi a São Giovanni Rotondo conhecer o Pe. Pio, nos conta neste trecho de como foi o seu primeiro encontro com o estimatizado de Pietrelcina:

“Eu me lembrarei sempre daquela longínqua tarde de outubro de 1955, quando eu era estudante em Roma, e encontrei pela primeira vez o Padre Pio.

“Eu tinha sido levado por um Frade Capuchinho à tribuna da Capela que servia como Coro do Monastério.

“Eu tinha sido levado a esse Convento, passando pelo corredor das celas, e tomei lugar ao lado de um religioso que tossia, que fungava, que estava resfriado e que me irritava bastante.

“E eu olhava esse frade ao meu lado, e eu me dizia: “Que coisa curiosa, eu conheço essa cara, eu já vi essa fisionomia em algum lugar”.

“Até o momento em que ele passou a mão na cabeça, num gesto que lhe era familiar e a mão estava coberta com uma luva.

“Era o Padre Pio!

“Eu devo confessar que estava apreensivo por encontrar-me com ele, por causa de tudo que tinha ouvido falar sobre ele, a maneira como ele lia as consciências, a maneira como adivinhava as coisas, as bilocações, toda espécie de coisas, e sua estigmatização.

“Isso me impressionava muito, eu era um jovem seminarista do Seminário Francês de Roma.

“Mas eu fui atraído em seguida pela expressão estranha de seu rosto atraído por algo ao longe que só ele via.

“E eu surpreendi o Padre Pio rezando: eu entendi então o significado de palavras como recolhimento, como concentração do espírito, como olhar de amor à Deus.

“De tempos em tempos seus olhos se elevavam em direção ao Crucifixo que dominava a balaustrada desta tribuna, o Crucifixo que havia sido testemunha, ou mesmo autor de sua estigmatização naquele longínquo 23 de setembro 1918. Mas naquele momento eu ainda não sabia disso.

“Seus olhares de amor pousavam sobre esse Crucifixo, e isso me impressionava muito.

“O Padre Pio, homem de oração, homem da Missa, essa Missa impressionante.”

Esse sacerdote francês transformou-se em filho espiritual do Padre Pio.

E você? Que ser um filho protegido do padre Pio?

Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
70Tweet about this on Twitter
Twitter

Clique aqui para confirmar o seu SIM


5 Comentarios

  • Quando vi o rosto do Padre Po pela primeira vez na internet, fiquei impressionada, eu ja conhecia, ele. Eu ja tinha visto aquele rosto. Fiquei impressinada, fui me informar sobre ele. Quando ele faleceu eu tinha 8 anos de idade, hoje tenho 57 anos. Sou devota e filha espiritual dele. Mas queria saber porque eu tive essa sensaçao. Como pode isso? Me sinto uma filha dele mesmo. Mas isso e de coraçao. Voces podem me explicar. Melhor?

    • Da. Ivanisa, que lindo tudo o que nos conta. O Padre Pio dizia muitas vezes que ele se considerava um mistério. Tudo indica que era uma forma de exprimir porque a Divina Providência cumula uma alma com tantos carismas, graças, poderes, etc. Se ele mesmo não se entendi, creio que muitas graças que recebemos dele são incompreensíveis na hora que recebemos, mas com o tempo vamos descobrir o que ele esperava daquela alma. Vamos rezar muito para ele. E eu lhe peço que ajude muito a expandir nosso apostolado. Tao novo ainda, mas com graças que mal imaginávamos.

  • Eu já sou associada, mas até hoje não recebi as estampas do Padre Pio, será por quê? Gostaria da saber e que confirmasse mesmo se eu sou uma das filhas de Padre Pio, se não for quero ser.
    Conyrinuo com 20,00 reais por mês.

    • Boa tarde, Sra. Aglicia Martins.
      Tudo bem?

      Primeiramente, agradecemos muito o seu contato.

      Para que possamos verificar o caso, por gentileza, nos envie seu nome completo e o e-mail cadastrado na inscrição Filhos Protegidos do Padre Pio para o endereço eletrônico contato@reginafidei.com.br com o mesmo relato exposto neste canal.

      Ressaltamos que o prazo médio dos Correios para a entrega da estampa é de até 20 dias úteis.

      Qualquer dúvida, estamos à disposição.

      Que Nossa Senhora e o Santo Padre Pio abençoem muito você toda sua família.

      Atenciosamente,
      Associação Regina Fidei

      • Graças a Deus faço parte desse grupo abençoado dos filhos protegidos de P.Pio.Quero agradecer as bençãos e Graças que já tenho recebido por fazer parte desse grupo.Quero pedir pela intercessão para minha filha Francine que esses dias ela passou muito mal paralisou e seu coração disparou até hoje está acelerado.Confisnte na intercessão de Padre Pio ela já está curada para honra e glória do SENHOR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *