A Hora da Verdade com Padre Pio

Padre Pio no confessionário

A confissão era, por excelência, a hora da verdade. Foi por ocasião delas que se deram as maiores conversões.

“Um dia – conta Czeflaw Ryska, autor do livro “A vinha de Padre Pio” – apareceu para falar com Padre Pio um senhor todo de preto. Viera de Milão em busca de conforto pela trágica morte do filho.

Estava arrasado.

– Padre lhe disse, mataram meu filho.

Ficou aguardando alguma palavra de ânimo e de esperança. Mas Padre Pio fitando-o criticamente acrescentou:

– E isto ainda não lhe basta?

A pergunta o atingiu em cheio, fazendo-o refletir. Quantas ele já tinha aprontado! Primeiro abandonara a mulher com dois filhos, para unir-se a outra. E havia mais coisas ainda de que a consciência o acusava.

– Que está esperando mais? – perguntou o Padre.

O homem caiu em si pela segunda vez, pôs-se de joelhos e confessou-se. Claro, não se livrou da dor de ter perdido o filho, mas decidiu mudar de vida. Voltar para a esposa e consertar o que fizera de errado. E este propósito lhe trouxe coragem e tranquilidade.

Fonte: Livro Padre Pio – O Santo do Terceiro Milênio de Olivo Cesca

*  *  *

UMA HISTÓRIA DE VIDA ATEMPORAL

Por mais que o tempo passe, a história de vida do Padre Pio nunca fica obsoleta.

Sempre conseguimos extrair de cada simples e pequeno fato uma lição para refletirmos sobre nossas atitudes.

Como podemos agradecê-lo pelos seus ensinamentos tão preciosos?

Ajudando nossos irmãos a resgatar em seus corações a verdadeira Fé Católica, que tanto tem estado adormecida nos últimos tempos, pode ser um primeiro passo. Por isso, convidamos você a fazer parte do grupo Filhos Protegidos do Padre Pio.

Clique na imagem abaixo  e colabore com as obras de Evangelização dedicadas em honra a São Pio de Pietrelcina.

Certamente, muitas bênçãos estarão reservadas para você.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


<< Post Anterior:

Próximo Post: >>